Magistech

5 vantagens do sistema ERP para agronegócio

O agronegócio é a menina dos olhos da economia brasileira. Dispondo de um território amplo e um solo rico, a valorização de atividades como a pecuária e a agricultura torna-se um fenômeno mais do que esperado.

Ao enxergar a importância do agronegócio para a economia nacional, em todas as suas cadeias de produção, o governo brasileiro o tem incentivado de muitas formas o seu desenvolvimento.

Em resposta à fomentação e incentivos direcionados ao setor, o agronegócio tem exigido a busca de um aprimoramento cada vez maior na gestão de suas atividades, com vistas ao aumento de produtividade e lucratividade. Pro bono de investidores e da própria nação.

O agronegócio, porém, se compõe de tantas operações, passando por inúmeras atividades meio até que se alcance o produto final de seu objetivo social, que faz do seu gerenciamento tarefa de gente grande.

Felizmente, a tecnologia e seus recursos não são mais privilégios exclusivos de grandes corporações, permitindo que os mesmos princípios aprendidos na administração moderna alcancem os campos e forneçam ao agronegócio o aprendizado e a expertise que tem ajudado no desenvolvimento de tantas empresas pelo mundo afora.

Desta forma, desde o pequeno produtor rural até uma grande refinaria, podem se beneficiar de uma gestão de alta performance através da adoção de uma solução integrada. Um bom sistema de ERP (Enterprise Resource Planning), adequado às atividades do negócio proporciona as condições necessárias para estruturar as operações envolvidas na produção e desenvolver uma gestão eficiente.

Mais que um avanço tecnológico, o sistema para agronegócio pode representar a ampliação da capacidade gerencial, na medida em que agrega inúmeros recursos gerenciais disponíveis que se traduzem em um precioso auxílio ao gestor do agronegócio, em face dos desafios de gerir uma atividade de grande complexidade.

Entre as inúmeras vantagens do uso de um sistema de ERP para o agronegócio, cumpre-se destacar cinco muito importantes:

 

  1. 1.    Redução de desperdícios – um controle efetivo da movimentação produção x vendas x estoque, evitando perdas por falta de controle.
  2. 2.    Gestão completa da operação de vendas – input individualizado de pedidos via smartphone; acompanhamento do status de produção dos pedidos, e acompanhamento da distribuição logística, minimizando falhas e atrasos.
  3. 3.    Confiabilidade da informação – o sistema possibilita precisão nas informações facilidade na análise e nos controles de dados comerciais, financeiros, administrativos e fiscais.
  4. 4.    Indicadores de desempenho – a integração das etapas produtivas e suas respectivas análises permitem a criação de indicadores de desempenho do agronegócio.
  5. 5.    Aumento da lucratividade – através de um gerenciamento eficiente, com o controle das operações e o acesso das informações gerenciais precisas, o resultado do negócio será maior produtividade e lucratividade.

 

Para o gerenciamento do agronegócio é importante escolher um sistema de ERP que contemple suas especificidades, a fim de garantir a eficiência almejada.

A Magistech é especialista no desenvolvimento de sistemas de ERP conta com um portfólio de cases auxiliando o agronegócio através de soluções completas, suporte técnico e equipe de treinamento para o melhor aproveitamento do sistema gerencial.


Data de Publicação: 08/02/2018
Autor: Magistech
Leia outras notícias

Atuamos há mais de 15 anos no segmento lácteo, com destaque para nossos serviços de ERP para Laticínios e sistema de coleta de leite.

Magistech - Solicite um Orçamento