Magistech

Principais erros na gestão empresarial

Ao contrário da presunção de alguns, dirigir uma empresa exige mais que know how e formação acadêmica. Há tantas variáveis na condução de um negócio que podem interferir nos resultados operacionais e financeiros que multiplicam as chances de errar cada vez que há uma nova decisão a ser tomada. Por isso, nem a vida acadêmica e nem a experiência operacional, somente, são suficientes para antecipar todas as possibilidades e evitar todos os percalços no caminho do empreendedorismo.

A complexidade e do volume das tarefas diárias envolvidas na administração de uma empresa podem dar lugar a erros que, sem a percepção adequada, passam a fazer parte do cenário em razão da sua contumácia. A única certeza em casos assim é o alto preço que estes erros geram para a saúde financeira da empresa.

Com este pensamento, é possível reconhecer que alguns destes erros são comuns em muitas empresas. E, ao tomar conhecimento destes erros, garantir a sustentabilidade do empreendimento através da correção de cada um deles e da minoração dos seus efeitos.

 

Negligenciar o plano de negócios

Muito tempo é gasto durante a fase de planejamento da empresa e, às vezes, o excesso de confiança pode conduzir ao seu abandono. O planejamento proporciona uma visão clara dos objetivos da empresa em todas as suas fases e em cada uma das etapas da cadeia produtiva.

Negligenciar o plano de negócio, mesmo que seja parte dele, expõe o empreendimento aos riscos das intempéries do mercado e dos imprevistos. Gestão é emprego científico e boas decisões são equilibradas pelo conhecimento e emprego estratégico dos recursos e operações planejadas para a empresa, visando o crescimento, a sustentabilidade e o lucro. Por isso é fundamental adotar um sistema integrado de gestão que propicie a padronização operacional do plano de negócios.

 

Confundir as finanças dos sócios com o caixa da empresa

Um dos erros mais comuns e mais nocivos à saúde da empresa é a confusão entre seu caixa e as finanças dos empresários. Não é possível manter a empresa no rumo certo sem uma gestão bem definida de seu fluxo do caixa. E muitas vezes, isso quer dizer jamais misturar as finanças pessoais dos sócios e nem permitir retiradas fora das datas definidas para os devidos pró-labores. Pois, esta prática inutiliza o controle financeiro do fluxo de caixa e ameaça a operacionalidade das atividades da empresa. Isso, sem se falar do risco de se criar celeumas entre os sócios.

 

Desconhecer os custos da empresa

Pode parecer estranho, mas muitos empreendedores se perdem na composição exata dos custos de seus produtos e serviços. Há inúmeras variáveis que precisam ser consideradas para chegar ao preço final de cada produto: matéria prima, insumos, custo de produção, impostos, custos operacionais e estruturais. Não saber o custo dos produtos pode terminar rapidamente com todas as expectativas da empresa.

Para chegar ao custo de um produto e manter o equilíbrio necessário entre o preço de custo e preço de venda, é importante desenvolver um controle sistêmico que proporcione tanto uma verificação precisa dos estoques, da cadeia produtiva, e a atualização dos custos flutuantes.

 

Não sistematizar os processos

Alguns empreendedores resistem à necessidade de sistematizar a operação da empresa, preferindo a adoção de controles manuais. Alguns entendem que há competência interna para produzir a padronização de processos e etapas, ou, simplesmente por acharem que os custos com a automatização são altos demais.

No mundo corporativo não há espaço para os erros. Uma pequena economia não justifica as perdas em escala de um processo produtivo cheio de falhas. Vivemos na era da informação, e há sistemas de gestão integrada que podem ser adequados à realidade de cada empresa.

 

As soluções Magistech

A padronização de processos é a garantia de que os investimentos feitos no negócio produzam os resultados almejados: qualidade em produtos e serviços, lucratividade e sustentabilidade. Por isso, é fundamental investir na sistematização do padrão de processos pela adoção de um sistema de gestão integrada, para garantir manutenção e a renovação dos processos produtivos, evitando as oscilações estatísticas, promovendo a difusão adequada de know how, cumprimento dos prazos, e nível de qualidade dos produtos.

A Magistech, formada por uma equipe multidisciplinar de profissionais formados pela Universidade Federal de Viçosa (MG), com mais de 20 anos de experiência no desenvolvimento de sistemas de ERP, e com inúmeros cases de sucesso, criaram uma solução completa para maior eficiência na gestão de processos de empresas de vários segmentos.

Para conhecer a solução integrada desenvolvida pela Magistech visite o website e veja como a experiência da Magistech pode contribuir para aprimorar os processos internos de sua empresa.

Agora que você já leu e conheceu um pouco mais sobre ERP, que tal conhecer a nossa solução de sistema para laticínios?


Data de Publicação: 06/03/2018
Autor: Magistech
Leia outras notícias

Atuamos há mais de 15 anos no segmento lácteo, com destaque para nossos serviços de ERP para Laticínios e sistema de coleta de leite.

Magistech - Solicite um Orçamento